História

Estampa original de Nossa Senhora das BarracasO culto a Nossa Senhora das Brotas em Piraí do Sul tem sua origem com Frei Antônio de Santana Galvão, que por volta do ano de 1808, em passagem por estas terras deixa a uma viúva, senhora Ana Rosa da Conceição de Paula uma estampa em papel com a efígie de Nossa Senhora com a seguinte dedicatória: ”Lembrança de Frei Galvão”. Entregando a estampa pede a família de Ana Rosa: “Venerai sempre esta Santa Efígie porque ela é muito milagrosa”.

 

A gravura entregue por Frei Galvão a senhora Ana Rosa é uma litografia impressa em papel comum e mede 10x16cm é a cópia da verdadeira efígie de Nossa Senhora das Barracas, proveniente de Portugal.

 

A senhora Ana Rosa guardou esta estampa como uma relíquia, colando-a em uma cartolina e para conservá-la numa moldura de madeira, tendo em sua casa local de honra, onde diante dele a família fazia suas orações diárias.

 

Anos mais tarde, Ana Rosa contrai segunda núpcias com Joaquim Maciel e na mudança perdeu o quadro de Nossa Senhora. Um dia, após a festa de Natal, caminhando próximo ao mato perto de sua casa, mato este devastado por um incêndio, encontrou a imagem da sua santinha intacta em meio a brotos novos da vegetação, a moldura de madeira havia sido queimada, porém a gravura nada sofrera. Este acontecimento foi considerado milagroso pelo povo da época. Com este fato, os devotos passaram a chamar a santa de Nossa Senhora das Brotas e o culto de familiar passa a público a fim de que todos pudessem venerar a Mãe de Deus sob o título de Nossa Senhora das Brotas.

 

Os tropeiros tornaram-se os primeiros devotos de Nossa Senhora das Brotas, em suas viagens vindas do sul com direção a São Paulo, faziam o pernoite próximo à “Casa da Mãe”, onde faziam suas orações e pediam proteção a seus rebanhos.

 

Diversas capelas foram sucessivamente sendo construídas no bosque, até a atual inaugurada em 1985, tendo em linhas gerais o formato de uma coroa, em homenagem a Rainha, Nossa Senhora das Brotas.

 

Dia 27 de dezembro foi escolhido como o dia da Festa de Nossa Senhora das Brotas, onde acontece o encontro das famílias piraienses na Casa da Mãe e a vinda de milhares de romeiros de todos os cantos do país.

 

No dia 21 de 1999, o Governo do Estado do Paraná instituiu Piraí do Sul, como Polo Turístico Religioso devido ao Santuário de Nossa Senhora das Brotas. No dia 08/09/2004 Nossa Senhora das Brotas é considerada a Padroeira do Caminho das Tropas que vai de Viamão (RS) até Sorocaba (SP).

 

No dia 1º de maio de 2013, o Bispo Diocesano de Ponta Grossa D. Sérgio Arthur Braschi assinou o Decreto de Criação e Instalação do Santuário de Nossa Senhora das Brotas.