O Santuário

O atual Santuário é a quarta casa de Nossa das Nossa Senhora das Brotas. A primeira foi uma capelinha particular da família Maciel. A segunda (primeira capela de visitação pública) foi uma Igreja em madeira (pau a pique), com 48m², precisamente 6 x 8 m, construída em 1880 nas proximidades da residência de Joaquim Maciel de Almeida e Ana Rosa, que, após abençoada pelo padre Casimiro José Andrzejewski, no dia 19 de junho de 1898, passou a ser cuidada e atendida pela Paróquia senhor Menino Deus. A terceira foi construída em alvenaria a partir do ano de 1937; seus alicerces e a segunda de suas cúpulas podem ser contemplados no Jardim de Maria.

O Santuário atual foi construído no ano de 1985, tempo em que o Frei Florentino Barrinuevo era pároco em Piraí do Sul. Este sacerdote muito incentivou a devoção a Nossa Senhora das Brotas, inclusive levando a imagem original para as capelas rurais e algumas escolas do município. Foi inaugurado no mês de dezembro de 1987. 


Construído em alvenaria, estrutura metálica e vidro, tem uma forma octogonal. A frente e as duas laterais são portas de acesso, aos fundos encontra-se a sacristia os quatro outros lados são capelas devocionais. Excetuando o acesso principal, embora também este modificado pela relocação das portas e substituição das escadas por rampa visando a acessibilidade, as demais capelas laterais foram construídas a partir do mês de julho de 2010 e concluídas em dezembro de 2013. 


A estrutura do Santuário lembra uma coroa. Simboliza a realeza de Nossa Senhora das Brotas, coroada no céu como Rainha dos Anjos e Santos e reconhecida na terra como Rainha de todos os homens e mulheres.

26165537_2069274663308911_2576023235095409488_n.jpg

Na parte interna, a estrutura das paredes do Santuário, adequadas em 2014, querem lembrar as tendas ou barracas da origem da devoção a Nossa Senhora das Brotas. Maria é a tenda que acolhe Jesus, o Salvador: “Sicut Tabernacula Cedar”(Ct 1,5).


O piso do Santuário quer simbolizar a cor da terra (marrom claro das entradas e capelas laterais) e o verde das pastagens (ardósia da nave e cerâmica do presbitério, de duas capelas laterais e sacristia). As estradas, lugar do caminho do povo de Deus, e as verdes pastagens próprias da região das brotas, onde a efígie foi encontrada após as queimadas, estão representadas na construção da igreja.


O presbitério foi realocado e reconstruído ao longo do ano de 2011 e, no dia 27 de novembro, os coordenadores das Comunidades da Paróquia Senhor Menino Deus depositaram, entre as paredes em alvenaria do futuro altar, uma pedra com o nome da sua comunidade. Entre as pedras, foram colocados dois tubos, um com o papel que estava junto à estampa original de Nossa Senhora das Brotas, retirado do quadro a fim de restaurar a estampa, e outro com um texto em que estão descritos os nomes das comunidades existentes na paróquia, o nome das autoridades religiosas e o significado do momento. Posteriormente tudo foi concretado, a fim de que seja cada comunidade da paróquia a construir o local em que o Cristo se dá em alimento para todos. O altar do Santuário, centro em torno do qual o povo ser reúne, é símbolo da comunhão de toda a paróquia. Na festa do dia 27 de dezembro o novo presbitério do Santuário estava concluído.


No mês de agosto de 2014 foi retirada da terra do entorno do Santuário, este que foi originalmente construído com parte de suas paredes abaixo do nível do terreno, e foram realizadas as obras de construção das calçadas que o ligam aos alicerces da igreja anterior. Nos meses que seguiram a abril de 2015 várias obras foram executadas, entre elas a instalação do forro, troca da iluminação, pintura das estruturas e paredes. Tudo visando deixar a “Casa da Mãe” mais bonita e acolhedora.


No dia 21 de dezembro 1999, o Governo do Estado do Paraná instituiu Piraí do Sul como Polo Turístico Religioso devido ao Santuário de Nossa Senhora das Brotas e no dia 1º de maio de 2013, o Bispo Diocesano de Ponta Grossa, D. Sérgio Arthur Braschi, assinou o Decreto de Criação e Instalação oficial do Santuário de Nossa Senhora das Brotas.

 

Construído no ano de 1985 e abençoado no mês de dezembro de 1987.


Construção do novo Presbitério no ano de 2011.


Casa de Nossa Senhora das Brotas, Rainha do Céu e da Terra.